[Sobre] a minha incapacidade de ter metas

10 fevereiro 2017

Eu já tenho esse blog a quase 5 anos, quase todo esse tempo eu achava que devia seguir metas, que deveria estabelecer desafios e me meter em coisas que no fundo eu sabia que não era a minha cara. Bom, estabelecer correntes para as minhas leituras, é definitivamente algo que não é meu estilo. 

E porque não é? Porque a leitura para mim é parte de um prazer e não de uma obrigação, eu tenho obrigação de ler aquilo que é relativo a meu trabalho, meu doutorado, minha formação profissional mas, eu não sou formada em Letras nem em nenhuma área relacionada, sou bióloga e justamente por isso, este espaço e minhas leitura remetem mais a algo que faço por prazer do que por obrigação. Então, qualquer meta ou desafio me tira essa sensação de prazer e me leva a pensar nisso tudo como uma grande obrigação. 

Por isso, 2017 começou sem metas, sem desafios, fiz apenas uma triagem nas minhas estantes para ver aqueles livros que estão lá parados e que eu tenho muita vontade ler, porém isso é apenas uma ideia de tirar o pó de alguns livros que merecem. 

Outro passo importante que tomei no final de 2016 foi trocar vários livros que não iria ler, livros comprados no passado quanto eu tinha outra cabeça e hábitos de leitura e outros que ganhei porém, não tem o meu perfil de leitura. Fiquei muito feliz que consegui me desapegar deles, parece simples mas, sou um pouco possessiva com algumas coisa e uma das mais importantes é a minha estante. Afinal, no fundo os livros são feitos para circular e esses podem encontrar pessoas que os querem agora. 



Tenho feito outra mudança positiva, comprei mais livros em sebo nos últimos 6 meses do que novos. Tenho amado garimpar minhas leituras e me deparar com as surpresas que encontro por lá. E essa circulação de livros que comentei antes, foi essa presença mais de perto no sebo que me tocou para coloca-los em circulação. 

Enfim, vim aqui para falar sobre a questão das metas e desafios, e admitir finalmente que meu caminho pelas leituras tem sido mais leve e, assim as páginas lidas tem aumentado a sua quantidade contabilizada pelo skoob :) 

Esse é mais um passo para a tentativa de uma vida mais leve e de me divertir mais com as quais que eu gosto. 

:)




Um comentário:

  1. Eu concordo com você! Eu até tenho a meta de leitura desse ano (30 livros no mínimo), mas não listo os que vou ler ou algo assim. Claro que tem alguns - que inclusive estão na minha lista de "Quero Ler" do Skoob - que já desejo ler há anos, mas prefiro ir lendo conforme vai me interessando, deixando o prazer da leitura me levar por novas tramas.
    Sobre sebos, eu conheci um sensacional e até evito passar lá por esses dias pra não acabar gastando um dinheiro que não tenho. O custo-benefício é muito bom e você ainda sente a "bagagem" que o livro carrega consigo depois de ter vindo de outros leitores. Eu gosto ainda mais quando encontro algum com rabisco de lápis, uma frase marcada. Até parece que eu sou amiga do ex-leitor, entende?
    Sobre desapegar... Bem, ainda é difícil pra mim. Da última vez que contabilizei eu tinha 48 livros não-lidos e mesmo assim continuo lendo aleatórios - tipo PDF, emprestado da biblioteca - e procrastinando com os que tenho em casa. Sei que possivelmente não vou ler vários da lista. Espero mudar um dia...

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir

Olá ! Obrigada pelo comentário, ele será respondido aqui mesmo, ok!?
Obrigada pela visita e até mais!

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS