[sobre aleatoriedades] e minha mania de provar coisas para os outros ou bitch, please apenas pare!

08 dezembro 2016

Este post não um mea culpa, é só uns passos à frente !

Este é um post bitch, please, apenas pare! Deixando claro que a bitch, sou eu mesma :)



Porque esse post ? Porque me deparei com um vídeo sobre ritmo de leitura e como a pessoa teria retomado após um período em que andou empacado e isso me fez pensar sobre várias coisas. Vamos lá primeiro, isso não é uma crítica a ninguém, é uma crítica a mim mesma, as minhas escolhas e como de certa forma venho descobrindo que muitas delas são baseadas nos outros e não em mim mesma. Por isso, a ideia desse post, estou colocando diversos aspectos da minha vida em ordem e na ordem que enfim, descubro que eu quero. 

Esse blog é uma parte de mim, do que eu gosto muito de fazer, que é ler e escrever sobre uma das coisas que mais amo: livros. Entretanto, ele está um tantinho abandonado e confesso que me falta muitas vezes vontade de vir até aqui e despejar minhas opiniões. Não tem sido muito fácil pra mim escrever, e isso é uma coisa muito complexa, porque no meu trabalho e na carreira que almejo, escrever é o que faço, o que mais faço aliás, então tudo isso vai além da questão sobre o blog. Escrever é parte da  minha carreira. 

Eu quebrei um jejum forte de escrita quando a poucos dias acabei de escrever meu projeto de doutorado, voilá! Desempaquei uns 50% do meu bloqueio. Porém, vamos fazer uma grande separação aqui, existe o medo de escrever e ser julgada e existe uma pressão silenciosa, que diz : metas, metas , metas de leitura e de postagens!

Então são dois bloqueios na minha vida quanto a escrita: um se refere ao campo acadêmico (e também ao blog) e é minha perfeição desmedida e descontrolada, de parecer bem aos olhos dos outros e outro se refere ao fato de que não quero que esse blog funcione como qualquer tipo de obrigação. 

No começo deste espaço eu coloquei na minha cabeça que deveria existir aqui algum tipo de regularidade semanal de postagens e ficava esquentando minha cabeça para que isso funcionasse. Por um tempo deu certo, enquanto estava motivada por questões que hoje não me importam mais.

Fiquei pensando naquela frase lá, "retomar o ritmo de leitura" e pensei em quantas vezes me cobrei por ler x número de páginas, ou por não ter lido nenhuma, ou ainda por não ter lido x número de livros durante o mês ou ano, enfim aquelas cobranças que às vezes alguns de nós leitores costumamos fazer. Na verdade, eu fazia para mim mesma muitas e muitas vezes. No fim só posso dizer que isso me tirou o tesão da leitura e como consequência de tudo isso, parei de ler, óbvio que não foi SÓ isso, muitas coisas aconteceram nesses 2 últimos anos, questões pessoais que me deixaram sem tempo e sem muito ânimo mas, junto de tudo isso estava essa cobrança desmedida para metas literárias.

O incrível é que a gente demora para se dar conta de certas coisas, por mais óbvias que pareçam. A ficha nem sempre caí rápido e para mim demorou muito. Mas, enfim antes tarde do que nunca para dizer para mim mesma que isso aqui é prazer e como tal deve ser feito de forma leve. Aliás, essa é a forma como quero mediar muitas coisas na minha vida: de forma leve! E sim, as pessoas terão opiniões divergentes e as vezes até ofensivas, mas a vida é isso aí, uma mescla do que você pode e quer fazer hoje, e só hoje. Não temos e nem podemos controlar as pessoas, nem o que  elas pensam ou o que falam, por isso é importante que sigamos o nosso caminho sem se importar com o que os outros pensam, porque não importa mesmo, no fim do dia você só terá que prestar contas para si mesmo. E se seu dia foi ruim de quem é culpa ? De você mesmo. Porque eu aceito e permito ou não o controle dos outros sobre mim, então tudo é minha responsabilidade mesmo.

Todo mundo acha que viver sem tempo e correndo com mil coisas é sinal de que você tem uma ótima vida, eu também achava mas isso quase acabou com a minha cabeça, essa necessidade incessante de provar alguma coisa para os outros, quase acabou com minha saúde, principalmente a mental, assim olhando agora as coisas de forma leve e como eu quero que seja, isso aqui é um espaço que não tem obrigações, nem pretende ter, não quer mais seguidores nem números. O que eu quero é voltar a gostar dele, só pelo prazer de ler. Só pelo prazer de compartilhar, com quem quiser e puder estar por aqui, algumas leituras e minhas opiniões sobre elas. 

Enfim, depois da catarse deste texto, vou eliminar as leituras de "obrigação" e ir para aquelas que me der vontade. 

E quando der vontade escreverei por aqui, sobre qualquer coisa que me apaixone. 

Até mais!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá ! Obrigada pelo comentário, ele será respondido aqui mesmo, ok!?
Obrigada pela visita e até mais!

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS