O Complô de Will Eisner

26 janeiro 2015

Em O Complô, Will Eisner conta a história da criação de um dossiê, chamado de Protocolos dos Sábios de Sião, que supostamente revela o complô de judeus para dominar o mundo, isso lhe parece absurdo não ? Pois é, realmente parece, entretanto esse dossiê até hoje é editado pelo mundo afora como uma prova definitiva de que judeus querem "dominar o mundo". Obviamente isso foi usado por diversos países e pessoas antissemitas, usado inclusive por Hitler para a execução do holocausto na segunda guerra mundial, por aí vemos que isso  não trata de uma mentirinha qualquer, mas de uma arma usada para causar morte e difamação de judeus. 

O Complô
Will Eisner
Quadrinhos na Cia - Companhia das Letras
148 páginas - 2006

Este livro foi cedido pela editora como cortesia, por minha escolha pessoal

Eisner é um autor de origem judaica nascido em Nova York em 1917 e, falecido em 2005 pouco depois de concluir O Complô, além deste livro outros abordam a temática judaica em seus quadrinhos, mas ao que parece este teve a intenção especial de ser mais uma fonte para denunciar a falsidade dos Protocolos dos Sábios de Sião.  

Will Eisner nos relata desde a criação destes protocolos pelo russo Mathieu  Golovinski, até a venda dele como verdade ainda em livrarias ao redor do mundo nos anos 2000. 

Não, não é por falta de denúncias que o Protocolo dos Sábios de Sião continuam sendo vendidos como verdade, desde 1899 quando Washington Post publicou uma matéria declarando esse texto como uma fraude, diversos outros meios vem dizendo isso, até mesmo Will Eisner com esse livro, porém pessoas e organizações antissemitas continuam utilizando essa fraude para justificar, como se fosse possível seu ódio em relação ao povo judeu. 




O quadrinho de Eisner é todo desenhado em linhas pretas, com traços pesados, ainda contém dados bibliográficos sobre as fontes usadas pelo autor para construir e amparar sua história, assim como uma introdução escrita por Umberto Eco. 

O tom de Eisner é leve, com claro, pinceladas sobre a história real, que provavelmente foi muito mais pesada e complexa, ao que parece essa era mesmo a intenção de Eisner, nos mostrar os principais pontos e pessoas dessa história que parece nunca acabar. 

Os capítulos começam com uma data que representa mais um passo na história dos protocolos, praticamente o autor mapeia durante todo o século XX, a criação e os usos que foram dados a esse documento. O mais impressionante ao meu ver, é ver como apesar da verdade as pessoas ainda acreditam numa mentira, para justificar seus preconceitos e crimes. 

É uma história importante não só como contribuição literária, mas como uma reflexão do quanto as pessoas pouco pensam sobre o que as cerca e daquilo que lhe são atribuídas como verdades. 

Até mais!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá ! Obrigada pelo comentário, ele será respondido aqui mesmo, ok!?
Obrigada pela visita e até mais!

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS