O Aprendiz de Assassino de Robin Hobb [LeYa]

11 novembro 2013

O Aprendiz de Assassino (Assassin's Aprentice) é escrito pela autora americana, Margaret Astrid Lindholm Ogden, nascida em 1952 na Califórnia, sob o pseudônimo de Robin Hobb, o qual ela utiliza para escrever seus livros de fantasia.

O Aprendiz de Assassino
Robin Hobb
LeYa
2013
416 páginas
Este livro foi cedido para resenha pela editora LeYa. 


Este livro é o 1° da série A Saga do Assassino (Farseer Trilogy), a qual é composta por 3 livros, 2 ainda não lançados no Brasil, Royal Assassin e Assassin's Quest.

Até receber este livro, não conhecia a autora, e o que me chamou mais a atenção foi que durante a divulgação do livro constava uma recomendação de George R.R. Martin, eu como boa fã de livros épicos e de fantasia, não resisti já que este engloba os dois, é ao mesmo tempo uma trama que gira em torno de uma história épica/medieval com fantasia.

O Aprendiz de Assassino conta a saga de Fitz, o bastardo, que foi abandonado por seu avô quando tinha por volta de 6 anos. Fitz foi abandonado justamente por ser filho bastardo do Princípe Cavalaria, herdeiro do trono de um localidade chamada de Seis Ducados, no qual na época em que é narrado o livro, o Rei é o pai de Cavalaria, Rei Sagaz. Uma peculiaridade desta história é que as pessoas, principalmente aqueles que estão envolvidos com o reino, são nomeados segundo a virtude que este possui, ou acreditam que irá possuir. O Rei Sagaz, portanto deveria ser sagaz, perspicaz, esperto, possuir todas as qualidades que seu nome assim denominava, seus filhos Cavalaria, era um princípe bastante simpático e correto, cheio de qualidades que o favoreciam como herdeiro e princípe do reino, o qual era responsável por toda a diplomacia e resolução de problemas com os súditos e os ducados que compunham o reino. O segundo filho, Veracidade, já era um homem mais de guerra e batalha, correto e integro porém, um homem de ação. O terceiro filho de Sagaz, Princípe Majestoso, era o oposto dos outros dois irmãos, assim como nome demonstra, era vaidoso e arrogante com pouquissímas qualidades de um bom líder político.

A chegada de Fitz, causa um mudança intensa no reinado, não era digno que Cavalaria possuisse um filho bastardo que apesar de ter o sangue real, nunca poderia assumir sua realeza nem nenhum posto oficial no reinado. Cavalaria abandona seu posto de herdeiro, pelo constragimento que causa ao reinado e a sua mulher, Dama Paciência, que nunca conseguiu lhe dar um herdeiro. Inicia-se aí a história de Fitz, que passa a ser cuidado pelo braço direito de Cavalaria, Bronco, um homem que cuidava dos animais do reino.
 
Todos aqueles que compunham a família real, normalmente eram possuidores de um poder denominado como o Talento, proporciona aquele que possui, ver, ouvir e sugerir pensamentos a todos quanto queira. Além disso, alguns podem também possuir outro poder mágico, a Manha, de se ligar a animais e formar com eles uma ligação extremamente profunda, porém este poder não é muito bem visto, porque aqueles que o possuem não são considerados como humanos, mas homens animalizados.

A história segue contando a vida e o crescimento de Fitz, sua relação com Bronco e a sua condição de bastardo real, permanecendo nesta condição, no futuro, Fitz poderia ser considerado uma ameaça, portanto seu avô o Rei Sagaz lhe faz uma proposta, ser um homem do rei, na verdade um assassino para o benefício do reinado. Fitz aceita e sua saga de aprendizado de como ser um assassino se inicia.

O livro tem uma narrativa dinâmica e simples, o início da história é um tanto quanto arrastada, mas mais pelo fato de que a autora descreve a vida no reinado dos Seis Ducados, as pessoas, os locais, o reino, os princípes, enfim ela situa o seu leitor no tempo e no local. Da metade em diante, mais aventuras de Fitz começam a acontecer e o livro fica mais ágil e dinâmico.

Para quem gosta do gênero, fantasia épica-medieval, é um prato cheio, porque a autora sabe o que faz, sabe enredar seu leitor, não tanto com mistérios, porque são pouquissimos nos livro ou são logorespondidos, mas ela manter seu leitor atento através de uma narrativa emocionante, sempre ocorrendo uma ou outra reviravolta, assim como diversos acontecimentos e aventuras.

Algumas coisas porém, permanecem sem muita resposta ao final do livro, uma coisa normal já que esta história está inserida numa trilogia. Confesso que em alguns momentos da metade para o final, não conseguia parar ler, queria saber o que ia acontecer, como tal situação ia se resolver e etc. Fiquei bastante impressionada como Robin Hobb foi bem sucedida em me prender nesta leitura e acredito que fãs do gênero, como já disse, também ficarão presos na saga de Fitz, o bastardo.

Agora é aguardar a sequência ser traduzida para o português.

Até mais!

12 comentários:

  1. Olá, tudo bem?
    Passando aqui para ver as novidades
    e dizer que gostei bastante da resenha, principalmente sobre esse livro, porque já vi várias vezes para vender, mas nunca tive interesse em pega-lo sabia?
    Mas agora me despertou o interesse só por saber que é uma fantasia medieval e tudo mais. É gostoso esse tipo de história.
    Mas ai vai de cada pessoa também, porque uns podem gostar e outros não. Enfim...
    Vou procurar saber mais sobre ele =]

    Olha querido, ja estou seguindo o seu blog viu?
    Poderia me seguir tbm?
    bjokas

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro fantasia e estou super curiosa pelo livro. Sem contar que esse Editora é sensacional, as edições são muito caprichadas!

    Bjs, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  3. Só pelo titulo, espero poder le-lo.
    O Titulo é bem chamativo né?
    Amei a resenha, me deixou curiosissima pra ler esse livro.
    Já sou seguidora do blog viu?

    http://luadesangue1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Nossa, acho que em todos os últimos livros que compre veio um folheto sobre esse livro dentro, e eu nem me importei em procurar sobre o que era, agora lendo esse post vi que é deveras interessante, e já estou pensando em presentear meu namorado com esse livro que é exatamente do gênero que ele gosta! rs

    Seu blog é muito bonito, parabéns!
    http://livrologias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Sempre tive curiosidade para saber mais sobre esse livro. Ainda não tinha lido nenhuma resenha dele. E sabe que percebi agora que nunca li uma história de fantasia envolvendo cavaleiros e época medieval? Adoro assistir séries e filmes com esse tema, mas nunca me arrisquei na leitura. Vai entender...
    Adorei os nomes dos personagens!
    beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mi! Os nomes são bem legais mesmo, mas as vezes é difícil assimilar, sabe como um nome ?!
      bjos

      Excluir
  6. Estou muito curiosa para ler a saga, em especial o primeiro livro!
    Dificilmente se encontram resenhas decentes sobre a obra! Muito obrigada por compartilhar a sua opinião sobre o livro e fornecer informação de qualidade!

    ResponderExcluir

Olá ! Obrigada pelo comentário, ele será respondido aqui mesmo, ok!?
Obrigada pela visita e até mais!

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS