Resenha: Um Estudo em Vermelho de Sir Arthur Conan Doyle

30 junho 2013

E finalmente paguei mais uma dívida literária, quer dizer, paguei a primeira parcela dela, li Sherlock Holmes, o detetive excêntrico de Sir Arthur Conan Doyle. 

Minha edição:
Um Estudo em Vermelho
Arthur Conan Doyle
E-book versão Kindle
120 páginas
Editora Agir


Grandes culpados dessa minha repentina correção literária, são as séries de televisão que assisto, Sherlock (BBC UK) e Elementary (CBS USA), ambas histórias focadas em Sherlock Holmes, mas a grande diferença entre elas é que a britânica realmente é inspirada nos livros, enquanto a americana não obteve os direitos e por isso tem um Sherlock, um tanto independente dos livros de Conan Doyle. 

Gosto muito de ambas as séries e elas acenderam minha vontade de conhecer os livros de Conan Doyle e comecei pelo primeiro, por onde tudo começa, Um Estudo em Vermelho (A Study in Scarlet). E neste livro que a dupla de detetives maios famosa se conhece, Sherlock Holmes e John Watson. Não falarei muito da história porque tenho a impressão que qualquer linha possa parecer spoiler ao leitor que ainda não teve o prazer de ler essa história, por isso restrinjo-me as minhas impressões. 

Achei um livro simples, ao contrário do que imaginava, uma história de entretenimento e apenas isso. Não há intenções de aprofundamento no conhecimento da personalidade do assassino ou mesmo dos detetives, nada. Há simplesmente um crime o qual deve ser desvendado pela genialidade de Holmes.

Li tão rápido que nem ao menos me dei conta de que tinha lido um livro todo, claro é um livro curto mas, mesmo assim o seu grande mérito está em conseguir enredar seu leitor em diálogos interessantes e o inevitável desejo de saber quem afinal é o assassino. Eu sou extremamente curiosa queria por queria matar minha curiosidade ! É um livro gostoso de ler, tem uma linguagem que flui muito facilmente e como disse, há o mistério que inevitavelmente você vai querer saber o final, por essas razões devorei o livro. 

Faço uma pontuação, o Sherlock apresentado aqui neste livro ao menos para mim, é bem menos excêntrico do que suas adaptações apregoam, sua genialidade é evidente, assim como sua paixão pela ciência e por desvendar mistérios, mas achei-o muito mais educado e "normal' ( no limite do possível, claro) do que imaginava que realmente fosse, mas como disse é só o primeiro, não sei qual foram os rumos que Conan Doyle decidiu percorrer com a sua personagem. 

Vale a pena a leitura, pelo divertimento, pela história e pelo ar "mitológico" que há ao redor da imagem de Sherlock Holmes, uma personagem que proporcionou tantas adaptações e ainda proporciona em diversos tipos de mídias, teatro, cinema ou televisão, sempre há um Sherlock  por aí para saciar nossa vontade de desvendar crimes!




Até mais!

2 comentários:

  1. Melissa!!!
    Eu tenho um livro do Conan Doyle aqui, As Aventuras de Sherlock Holmes do Círculo do livro, ganhei mas fiquei com dúvidas se ele era o primeiro ou não que iniciava as aventuras do Sherlock até que assisti um vídeo da Morgana do Literalmente Vlogando analisando ele e o A Carne, fiquei LOUCA por ''Um Estudo em Vermelho" desde então, a sua resenha só me deixou ainda mais interessada... Quero ler em breve, sem falta!
    Eu acho os filmes do Sherlock ótimos, e nem é porque tem o Jude Law... Aquele Sherlock todo excêntrico e doido me fascina, imaginava que ele seria tão doidin' quanto é nos filmes, rs, mas como você disse... Talvez o Doyle tenha dado outro rumo para a personalidade dele nos livros seguintes.

    Beigos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim Maura, é um livro bem leve ! Delicioso de ler !
      bjos

      Excluir

Olá ! Obrigada pelo comentário, ele será respondido aqui mesmo, ok!?
Obrigada pela visita e até mais!

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS