"Igreja do Livro Transformador"

09 maio 2013

Oi gente !

Bom, acredito como o titulo da postagem é um tanto quanto surpreendente, vou explicar.  A Igreja do Livro Transformador é um movimento inicialmente organizado pelo escritor Luiz Ruffato, onde as pessoas apresentam seus depoimentos sobre como o livros transformaram suas vidas, ou seja tem como objetivo final o incentivo à leitura, demonstrando como livros podem alterar os rumos de nossa vida. 

Vídeo do autor Luiz Ruffato falando sobre a a Igreja.





A ideia cresceu e agora corre o Brasil buscando depoimentos de pessoas diversas que contam suas melhores experiências com os livros. Tivemos a grande oportunidade de conhecer a  jornalista Emanuela Siqueira que é co-fundadora da Igreja do Livro Transformador, e junto com um grupo de amigos vlogueiros e blogueiros foi proposto o dia do testemunho, onde falaríamos um pouco sobre o(s) livro(s) que mudaram nossa vida. 


Bom se você interessado em conhecer um pouco mais essa ideia, visite a página do Youtube ou vá até a fanpage do facebook curta e fique a par das informações dessa igreja! Ah e também o site com mais informações.  

Bom já contei sobre do que se trata esse post, agora vamos ao meu "testemunho"!

Eu fiquei pensando em 1 livro que tenha mudado a minha forma de ver o mundo, ou que tenha influenciado a minha vida, e me veio em mente um que ganhei há muito tempo atrás. 

Esse livro provavelmente foi o que me fez me encontrar com os livros, com o mundo da literatura e me apaixonar perdidamente por eles.


O primeiro livro que ganhei foi um presente do meu avô paterno, ele era um leitor de clássicos e na verdade de todos os tipos de livros, lia de tudo e aprendia de tudo sozinho foi ele que me fez ler pela primeira vez Os Três Mosqueteiros

Lembro que o livro me fez ficar com os olhos brilhando como se aquilo fosse um diamante que tinha acabado de ganhar. Era ainda bem pequena, mas folheei aquele livro por dias e a cada linha a fascinação foi aumentando. Os Três Mosqueteiros foi o livro que me despertou para o mundo literário e me ajudou a descobrir que nas páginas de um livro você pode ir para muitos lugares e viver muitas vidas diferentes.

Na escola eu nunca gostei de poesia, nunca gostei porque não sabia ler, não sabia interpretar e tudo isso junto me desanimava e não via a menor graça na poesia, porque a única coisa que aprendia era contar estrofe, e fazer todas aquelas análises intermináveis que não davam o menor resultado para mim (desculpem professores de português!). Aí me aparece na vida, Pablo Neruda e seus livros e, acima de todos Cem Sonetos de Amor! 

Só sei que depois desse livro e do Pablito, poesia é necessidade na minha vida, é dos meus tipos de leitura preferido. A forma como o Neruda escreve me faz ir além, é como sentir o poema mais o que ler, é fazer com que meu coração bata mais forte a cada estrofe, a cada soneto. As poesias do Cem Sonetos de Amor fazem parte da minha vida de leitora de poesias mas acima de tudo hoje, elas fazem parte de mim, elas falam comigo

De novo o trauma do colégio, mas devo ser honesta e dizer (me perdoe Machado de Assis que eu amo muito hoje) mas ler livros clássicos da literatura portuguesa e brasileira no colégio era um sacrilégio. Nunca tive durante essa época muita noção de como o clássico era importante para nos formar como leitores, até que eu encontrei uma autora e seu livro mais famoso Orgulho e Preconceito de Jane Austen. Foi paixão imediata!

Orgulho e Preconceito me fez reconhecer o valor de um clássico, e o quanto é enriquecedor a sua leitura. É um dos meus livros de cabeceira, é daqueles que eu leio e releio e nunca canso. 

Eu não consegui escolher somente um livro mas pensei em momentos específicos que me formaram como leitora, desde o primeiro livro que causou impacto na infância até aqueles que marcaram os meus dois gêneros preferidos, romance e poesia. 

Bom é isso, se você também tem livros que transformaram a sua vida como leitor (a), conte-nos e compartilhe na fanpage da Igreja do Livro Transformador.
Outros depoimentos :

Vlog Capitu Já Leu - Clara e Raphael




Vlog e Blog O Espanador

Depoimento Kalebe



Depoimento Juliana



Vídeo da Gabriela do Vlog Viver pra ler.



Vídeo da Márcia Cogitare 




Depoimento da Michelle do Blog Resumo da Ópera
Depoimento da Maura do Blog da /mauraparvatis
Depoimento da Camila do Blog A Imitação da Rosa
Depoimento da Michelle do Blog ...in a handful of dust

Até mais!



19 comentários:

  1. É isso aí, viva o politeísmo literário!
    ;D

    ResponderExcluir
  2. Ops, estou logada na conta do Rapha, hahahaha
    Mas é a Clara aqui, viu?
    =*

    ResponderExcluir
  3. Que testemunho mais gostoso! Fiquei com vontade de fazer o meu também. Só que algo me diz que demorarei um tempão pra selecionar os livros que mudaram minha forma de perceber o mundo...
    Mil beijos!

    ResponderExcluir
  4. Boas escolhas!
    Eu ainda hoje tenho trauma de poesia por causa dessas análises escolares.
    Mas li meu primeiro Neruda no ano passado, para o Desafio Literário, e surpreendentemente gostei!
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu deixei de ler um tempo poesia, pq acho que escolhia as erradas pra mim, mas depois que me achei não largo mais!
      abraços

      Excluir
  5. Melissa,
    Adorei o post! Realmente é difícil escolher 1 só livro. Cada um acaba representando um momento... Depois que gravei meu vídeo lembrei de tanto outros... Mas achei melhor deixar do jeito que estava :P
    Ainda não li Orgulho e Preconceito, mas Jane Austen é incrível <3
    bjsss, Ju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia Jane Austen !! Ela é fantástica!
      bjos

      Excluir
  6. Que leagl Melissa. Realmente os livros transformaram minha vida pois tiveram influencias em decisões muito importantes da minha vida, algumas vezes com consequências boas outra ruins.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É impressionante como o livro pode nos influenciar né?
      abraços

      Excluir
  7. Orgulho e Preconeito <3
    Virei fã da Austen com OeP. Os outros não li, mas tenho muita vontade.

    ResponderExcluir
  8. ADOREI os seus livros transformadores, Melissa!
    Eu só comecei a gostar de poesia mesmo quando li alguns poemas do Fernando Pessoa como Alberto Caeiro, a escola é um local, infelizmente, que - ao invés de formar leitores - afasta a gente dessas coisas lindas que são os livros de poesias, romances...
    Eu AMO Orgulho e Preconceito, eu só o li ano passado... E pretendo reler durante as férias e reler sempre, sempre, sempre... Nunca me cansarei de Lizzie, Darcy, mas também quero ler os outros da Jane <3

    Beigos!

    ResponderExcluir
  9. Cada video e post tem sido um suspiro viu?? Muita beleza junta!!
    Eu tinha O homem da máscara de ferro do Dumas <3 Era um livro horrível, sem capa e todo sujo mas que eu amava :) Eu não gostei de Machado de Assis na escola também, mas quando me encontrei com O Alienista, foi amor à primeira vista e nunca mais larguei!
    Beijo enormeee,
    Tati

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É vdd as postagens foram muita repleta de histórias fantásticas !
      bjos Tati

      Excluir
  10. Nossa, amei este post, Melissa! Amei a ideia da Igreja e amei seus livros transformadores. Muito obrigada por compartilhar tudo isso, viu?

    Parabéns!

    ResponderExcluir

Olá ! Obrigada pelo comentário, ele será respondido aqui mesmo, ok!?
Obrigada pela visita e até mais!

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS