Resenha - 1984 de George Orwell

13 fevereiro 2013

Olá !


Já acabei a mais de uma semana este livro e fiquei tão impactada pela leitura que não sabia como começar a escrever esta resenha.

O livro é tão bom, que se você o leu, com certeza esta (pseudo) resenha não fará jus a qualidade do livro.

Eu comecei a lê-lo, e a história para mim era tão intensa que tinha de parar, respirar e ir ler outra coisa. O livro me deixava tensa, com medo, com angústia, enfim todas as sensações possíveis que me remetiam diretamente a aquele país estranho ( ou não tão estranho assim).

1984 foi o último romance de George Orwell, lançado em 1949. É uma distopia, mostrando um futuro (lembrando que em 1949, 1984 era um futuro distante) assustador.

1984
George Orwell
Companhia das Letras 
416 páginas

Sinopse 


"1984" não é apenas mais um livro sobre política, mas uma metáfora do mundo que estamos inexoravelmente construindo. Invasão de privacidade, avanços tecnológicos que propiciam o controle total dos indivíduos, destruição ou manipulação da memória histórica dos povos e guerras para assegurar a paz já fazem parte da realidade. Se essa realidade caminhar para o cenário antevisto em 1984 , o indivíduo não terá qualquer defesa. Aí reside a importância de se ler Orwell, porque seus escritos são capazes de alertar as gerações presentes e futuras do perigo que correm e de mobilizá-las pela humanização do mundo.


Como diz a sinopse o livro é uma metáfora bem assustadora de um mundo tomado pelo totalitarismo, manipulação, controle de vidas e de mente. Orwell, ao que parece se inspirou nos regimes ditatoriais, fascistas e comunistas do início do século para criar a sua Oceania e Londres de 1984. (Fonte: Skoob) 



Neste livro o mundo está dividido entre 3 grandes superpotências totalitaristas, entre elas a Oceania, onde está Londres e onde vive Winston, nossa personagem principal. Winston vive uma vida comum, para os cidadãos de Londres, faz parte dos funcionários do partido, mas do Partido Externo, representando aqui a massa trabalhadora dos gabinetes e escritórios do governo, acima deles estão os integrantes do Partido Interno, os que realmente mandam e desmandam naquilo que deve ser dito, escrito e pensado, e na camada mais pobre os "proles", que são a maior parte da população e a mais pobre. 

Guerra é Paz
Liberdade é Escravidão
Ignorância é Força


Winston está na classe média, mas nem por isso tem muitos privilégios, todos vivem vigiados pelos olhos do Partido e das teletelas que estão em todos os locais, observando e controlando todas os movimentos, e reações por menores que sejam. Por isso crê-se que as teletelas podem ler sua mente e descobrir aquilo que você está pensando, ninguém passa imune a elas, assim como ninguém deixa de ser observado por elas igualmente. 

E acima de todos está o Grande Irmão, a figura do grande líder que ao mesmo tempo o carrasco e o salvador do povo. 



Para quem não sabe, o programa Big Brother foi inspirado na figura do "Grande Irmão ou Big Brother" do livro 1984, aliás o programa em si é inspirado nesse livro e no controle da vida alheia através da tela de uma televisão. 

Winston é um homem comum como disse, nada de especial, e na realidade ele não tem nada de herói, apesar de tomar certas atitudes no livro que podem se assemelhar a figura de uma personagem com uma cara de salvação e heroísmo, mas não, Winston é na verdade um anti-herói. 

"Quem controla o passado, controla o futuro
Quem controla o presente, controla o passado"


Eu sempre me pergunto porque chamamos de anti herói uma personagem que tem tantos defeitos e qualidades quanto um homem normal, se pensarmos que na maioria dos casos, os tais heróis, mocinhos e mocinhas de livros nada tem muitas vezes de comum, de normal. Personagens como Winston, os anti heróis nos chocam por que eles não são o esperado pela maioria dos leitores, ao meu ver, ele é tão danificado pelo mundo que lhe cerca e tão sensível à ele quanto nós.

Mas tudo começa a mudar quando Winston compra no "mercado negro de Londres" um caderno e uma caneta, ele sabe que escrever que manter livros e cadernos é uma grave ofensa e crime ao Partido, mas mesmo assim o impulso pelo caderno faz com que o compre e comece a escrever. É nos primeiros impulsos da escrita que ele começa a perceber o mundo em que vive, a mentira jogada como verdade. O Partido ao assumir o poder, destrui todas as lembranças do passado, todos os livros, revistas tudo que pudesse contar o passado do mundo, a partir de então o governo controlava as publicações, e as notícias, por isso manter um caderno, um livro qualquer que fosse, não autorizado pelo partido, era um crime dos piores. 

E o que ele escreve nesse caderno?

Abaixo com o Grande Irmão!


Algumas memórias retornam, pensamentos que não deveriam existir começam a aflorar, mesmo sabendo que está cometendo um crime, a chamada crimidéia, contra o Grande Irmão, contra o Partido. 

Enfim, a história se desenrola por aí, contar mais do que isso seria um crime, uma verdadeira crimidéia com que não leu o livro......

As últimas 100 páginas do livro para mim, foram quase devoradas, lidas com tanta curiosidade que me fizeram varar a noite para terminar o livro e saber o seu derradeiro final.

Não espere desse livro nada leve ou óbvio é mais do que isso, é perturbador, é agoniante é maravilhoso !!

Só uma coisa a dizer : leiam, leiam e leiam!

Até mais !


17 comentários:

  1. Já li esse livro a muito tempo atras, antes mesmo de ter blog, um dia quero reler e resenhar com certeza. Tbem gostei muito, parabéns pela resenha.
    Obrigada pela visita e comentário no meu blog, sucesso querida!!!!

    ResponderExcluir
  2. Nossa, sua resenha resumiu muito bem o que senti quando li esse livro, é muito intenso, demorei um pouco para terminá-lo, e quando o fiz meio que fiquei com uma depressão pós-leitura... Mas,é um livro muito bom, de todos os distópicos que li, este, sem sombra de dúvidas é o melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliana com certeza entrou na minha lista de livros favoritos, e com certeza é muito intenso, tanto que estou lendo coisas mais leves agora ;)
      abraços

      Excluir
  3. Nossa!
    Pela resenha deu para perceber o quanto é bom!
    Vai já para a lista de leitura 2013!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias
    http://livroterapias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rizia ! Leia sim o livro é ótimo!
      abraços

      Excluir
  4. George é muuito divo! Ainda não li esse livro dele - o único. Mas sou muito curiosa quanto a história, pelo que falam é esplêndida.

    Beijos,
    http://www.segredosentreamigas.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Barbara, obrigada pela visita! É uma ótima história sim, vale a pena ser lida. abraços!

      Excluir
  5. Ahhh eu quero tanto ler esse livro, pena que é caro pro meu bolso de pobre e também não sei se entenderei bem o enredo. Curioso esse negocio do BBB, ou seja, estamos sofrendo lavagem cerebral, de muitos programas na verdade.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise, claro que vc entende, não há nada de difícil no livro, ele é tenso mas não enigmático, tenho certeza que vc entenderá! abraços

      Excluir
  6. Olá Melissa!
    Faz tempo que estou louca para ler algo desse autor, e sem dúvida irei começar por esse livro. A história parece ser exatamente do jeito que eu adoro, sua resenha me deixou ainda mais curiosa. Preciso lê-lo urgentemente.

    Beijos&beijos
    Book is life

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline, obrigada pela visita! Leia sim, o livro é ótimo! abraços

      Excluir
  7. Oi, Melissa!
    Em 2011, li o início de 1984 mas por motivos que não recordo... abandonei!
    Em seguida, li A Revolução dos Bichos! AMEI aquele livro... Um dos meus preferidos!!!
    Esse ano, quero lê-lo... e dessa vez, não abandonarei :)

    Beigos,
    http://mauraparvatis.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maura, leia sim ! O livro é ótimo!
      abraços

      Excluir
  8. Não conheço uma pessoa que leu e não gostou desse livro, o que faz acreditar que ele é simplesmente incrível. Li 'A Revolução dos Bichos' duas vezes - uma por opção e outra pra trabalho escolar - e amei.
    A resenha ficou ótima flor.

    Beijos
    Fernanda Souza
    www.leitoraincomum.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Fernanda! E sim esse livro é fantástico! abraços

      Excluir
  9. Ótimo texto de resenha. Meus parabéns! Amei a maneira que vc usou para se expressar, me fez se interessar pelo livro....mas vc já leu o livro reverso... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura...a capa do livro é linda ela traz o universo como tema.
    http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=78725243

    ResponderExcluir

Olá ! Obrigada pelo comentário, ele será respondido aqui mesmo, ok!?
Obrigada pela visita e até mais!

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS