Resenha : O Hobbit de J.R.R. Tolkien

26 janeiro 2013

Olá!

Bom essa é uma resenha que eu não pretendia fazer, mas como eu sou muito coerente comigo mesma, e ainda por cima quando eu decido uma coisa eu cumpro, estou escrevendo este texto.  

Minha edição : O Hobbit
Editora : Martins Fontes 
297 páginas





Enfim, final do ano passado eu reli O Hobbit, sim reli, porque já tinha lido a um bom tempo atrás, e devido ao lançamento do filme resolvi refrescar a memória. Por essa ser uma releitura achava que não seria justo uma resenha, mas voltei atrás porque o livro está aqui do meu ladinho e meus dedos coçam por falar de um dos meus autores favoritos : J.R.R. Tolkien.

Sobrecapa da primeira edição de O Hobbit, tirada de um desenho do autor. 
(Fonte: wikipedia)

J.R.R.Tokien


O livro foi lançado em 1937, e conta a história anterior aos acontecimentos no Senhor dos Anéis. Neste livro o personagem principal é um hobbit (dãmm!!) chamado Bilbo Bolseiro, que é praticamente obrigado pelo mago Gandalf, a entrar numa "aventura", que possivelmente o deixaria rico, junto com outros treze anões, entre eles Thorin Escudo de Carvalho, o líder e herói dos anões. 



A trama gira em torno dessa aventura até a Montanha que é o lar desses anões, que havia sido tomada pelo dragão Smaug e retirado toda a fortuna e a terra dos pequenos anões. Estes se reúnem e vão em busca de vencer Smaug e retomar o seu lar e sua fortuna, para isso precisam contratar um "ladrão" para auxilia-los em algumas etapas, Gandalf sugere nada mais nada menos que o pacato e avesso a aventuras Bilbo (porque todo mundo sabe que hobbits não gostam de aventuras, nem ao menos de sair do condado!!). É através dos acontecimentos dessa jornada e da relação entre eles que a história se desenrola.

Sei que esse livro é classificado dentro do gênero infanto-juvenil, mas eu não consigo pensar nessa história como algo direcionado exclusivamente a esse público, acho que o livro pode alcançar qualquer público de qualquer idade que se interesse por histórias de fantasia bem escritas. É divertido, bem-humorado, fala sobre relações de amizade, confiança e além de tudo  tem como personagem principal, uma figura mais do que estranha. Veja bem, um hobbit não gosta de aventuras, é avesso a mesmo sair do seu território ou atrasar o seu almoço, eles estão lá mais para velhinhos rabugentos do que para um heróis da histórias, mas Tolkien consegue ir construindo esse herói de forma gradativa, e no final do livro você não poderá estar nada mais nada menos do que encantado por Bilbo.

Eu entendo quando as pessoas me dizem que não gostam do Senhor dos Anéis por causa das extensas descrições de Tolkien, que a leitura se torna enfadonha, eu compreendo, mas não compartilho da mesma opinião, ao meu ver Tolkien tem a grande vantagem de descrever tão bem a sua idéia dentro das linhas que escreveu, que ele te leva diretamente para dentro do livro, de forma que a imagem, as passagens da história se formam na sua cabeça com uma simplicidade muito grande. 

Acho que O Hobbit é um dos livros menos descritivos do Tolkien, a história flui sempre cheia de acontecimentos e emoções, mas obviamente há o uso desse recurso descritivo, mas ao meu ver bem menos enfático do que em Senhor dos Anéis. 

Eu mais do que recomendo, obviamente.  É um livro para ler e reler (como é o caso aqui!)



Só para terminar, eu vi o filme, sim houveram momentos de "linceça poética" por assim dizer, trechos e cenas incorporados que não estão no livro, mas não achei que isso não interferiu na história. Achei na verdade uma das melhores adaptações já feitas, assim como Senhor dos Anéis que é fantástico.

Leia o livro, veja o filme e mergulhe no mundo da Terra Média! 


 Fico por aqui e até mais !

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá ! Obrigada pelo comentário, ele será respondido aqui mesmo, ok!?
Obrigada pela visita e até mais!

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS