Resenha : P.S. Eu Te Amo - Cecelia Ahern

30 novembro 2012

Olá !

Estava tão ansiosa para ler este livro, quanto uma criança ao receber o seu presente de aniversário. E aqui devo agradecer imensamente a querida Nayara do blog Dignidade não cabe aqui, que muito carinhosamente me deu de presente este livro. Já disse a ela e digo novamente aqui : Muito obrigada por este lindo presente, e mais do que tudo pela lembrança !!! E pelas fitinhas do Bonfim, a rosa já está no meu braço com pedidos para Nosso Senhor do Bonfim !

Minha edição : P.S. Eu te amo
Editora Novo Conceito
365 páginas





Há alguns anos atrás me deparei com o filme de mesmo nome nas prateleiras da locadora e me apaixonei. Você pode me perguntar porque, já que é uma história de amor, um romance como qualquer outro. Eu mesma me fiz essa pergunta e não sei responder ao certo.

Acho que histórias de amor me atraem, mas mais do que isso, essa é uma história de amor as avessas, já que o par romântico da mocinha morre antes mesmo da história começar. Até certo ponto é uma história realmente triste, porque o que se espera de uma história de amor é no minimo cenas do mais rasgado amor, mas aqui não é bem isso que acontece.

Uma série de misturas de cenas de amor em flashback e cenas de dor e sofrimentos são alternadas, assim como o humor da personagem principal Holly Kennedy que acabara de perder seu marido Gerry para um câncer no cérebro.

Mas fique ciente de que se você viu o filme você não "leu" o livro, e se você só leu o livro você não "viu" o filme. Por incrível que pareça são quase duas histórias completamente diferentes.



O que os dois tem em comum então ? A história central eu diria. 

O contexto principal dessa história é uma mulher que acabou de perder seu marido, o qual ela ama demais, que morreu com um tumor no cérebro aos 35 anos de vida. Gerry era a grande razão e sentido da vida de Holly e por isso após a morte dele, ela fica completamente perdida sobre o porque viver, sabendo disso e entendendo a personalidade de sua esposa, Gerry deixa 10 cartas que devem ser abertas ao longo do ano, uma a cada mês, e nessas cartas Gerry deixa orientações e sugestões a Holly, com o intuito de traze-la de volta a vida. Além disso, sempre no final ele assina com a frase P.S. : Eu Te Amo.

Acho que as coincidências param por aí ..... no filme a história se passa nos EUA, Holly é americana e numa viagem a Irlanda conhece Gerry e estes se casam e vão morar em Nova York, no livro a história toda se passa na Irlanda, ambos são irlandeses bem como todos os outros personagens da história. 

Gerry e Holly ao contrário do filme,  se conhecem desde a adolescência quando começam a namorar, e é nessa mesma época que conhecem seus amigos, John, Sharon e Denise. 

No filme, Holly vem de uma família que foi abandonada pelo pai, a mãe é amarga por causa desse abandono e ela tem uma irmã a Ciara. No livro Holly tem uma família completamente estruturada, que inclusive a auxilia muito na sua recuperação do luto. Holly tem pai e mãe, e 4 irmãos, além de Ciara, tem Richard, Jack e Declan. 

As cartas chegam a Holly no filme de forma "desconhecida", revelada somente no final, já no livro Holly recebe as cartas todas de uma vez, e em cada carta vem escrito o mês no qual ela deve abri-la. 

Bom já deu para perceber que os contextos em cada um são bem diferentes, não vou me alongar mais porque se eu fizer isso,vou encher mais este texto de spoilers, e não é essa minha intenção.

O livro é uma leitura simples, texto nada complexo, é daqueles que você pega para ler e quando viu já leu 20 capítulos porque a leitura flui muito fácil. 



Não espere pegar esse livro e encontrar um texto rebuscado com uma história daquelas clássicas, não é isso, é uma história leve, uma leitura descompromissada mas deliciosa. 

Eu chorei, mas também ri muito com a história, você acompanha os altos e baixos da personagem que as vezes parece que se recupera mas logo depois caí de novo nos seus momentos de luto. Mas tudo isso banhado por amigos e família que a ajudam a ir superando a falta de seu marido e entender que apesar dela não querer, a vida continua mas também sempre guiada pelas cartas e sugestões do marido morto. 

Eu nunca perdi um amor assim, então acho que por isso as vezes ficava pensando, "poxa Holly que coisa chata .....tá aí de depre de novo, que saco!"

Talvez se você não goste desses altos e baixos, você possa pensar que é maçante e as vezes a autora repete muitos momentos de tristeza e aí vem: "como que ela não entende que o marido morreu e não é por isso que ela tem que querer morrer também".

Mas então eu fiquei pensando e se fosse eu ? Então entendi que o sofrimento de Holly no livros, os altos e baixos realmente aconteceria, que as dúvidas sobre o futuro e a felicidade da sua vida realmente estaria na mesa... porque entenda ela perdeu a pessoa com a qual ela achava que ia viver o resto de sua vida, com a qual ela planejou seu futuro e viveu o seu passado. Enfim perder isso, não deve ser uma coisa muito fácil. E então eu perdoei Holly e disse, ok eu também estaria assim ou pior.

Se você quer ler esse livro vá preparada, junto com o livro leve um lenço, sente-se e você verá que quando parar de ler, terá chorado e dado gargalhadas, terá sentido oque Holly sentiu. 

Talvez um ponto negativo na história é que a autora praticamente cria uma mulher, onde o centro da sua vida é aquele homem, ela não tem carreira, nem outras maiores perspectivas de vida, além do relacionamento com Gerry, isso também pode incomodar um pouco, mas aos poucos ela vai descobrindo a própria vida e essa falta de perspectiva de vida vai mudando ao longo da história. 

" Você foi a minha vida inteira , mais eu ... Fui só um capitulo da sua ! "

Por incrível que pareça, o livro é muito melhor que o filme porque mostra uma situação mais real, um sofrimento e uma recuperação mais real, dando ao contexto sobre a vida de Holly uma história mais palpável e aí então você consegue se colocar no lugar dos pensamentos e sentimentos da personagem.

Eu mais que recomendo, mas leia o livro e depois vai ver o filme, e você verá que o livro é muito melhor !

P.S. : Só mais uma coisa não gostei da capa do livro, tenho problemas com capas de livros com fotos de pessoas "reais"e também com referências ao filme lançado sobre o livro, acho que a capa poderia ser diferente .... mas aí é um questão de gosto né? :)


Até mais !

10 comentários:

  1. Não li o livro, só vi o filme!
    Ainda pretendo ler!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias
    livroterapias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá !! Leia o livro sim! É muito lindo!

      abraços

      Excluir
  2. Oi, aqui é a Nathália do Livroterapias também, só passei pra avisar que você recebeu um meme no blog http://livroterapias.blogspot.com.br/2012/12/leia-mais-seja-mais.html

    bjsss

    ResponderExcluir
  3. Todo mundo fala muito do filme e do livro. Infelizmente não vi e nem li. Pretendo ler para depois assistir.

    A resenha ficou ótima.

    M&N | Desbrava(dores) de livros

    ResponderExcluir
  4. O filme é lindíssimo, lembro que quando assisti anos atrás, chorei muito. Mas não sei, não me sinto tão interessada em ler o livro, sabe? Tenho essa preguiça de ler qd já vi o filme ou vice-versa...

    Bjs,
    Kel
    www.itcultura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OLá Kel!

      Olha eu posso te dizer que o livro tem um ritmo diferente, eu tive a impressão que fora a temática central tudo é muito diferente. Mas ambos são bem legais.
      beijinhos

      Excluir
  5. Olá! Confesso que esse livro não desperta a minha atenção, vejo todo mundo falando que é lindo e blá blá blá, mas até hoje não criei coragem para lê-lo, e olha que ele já esta na minha estante faz um bom tempo. Enfim, adorei a sua resenha, ficou ótima :)

    Beijos&beijos
    Book is life

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aline,

      Eu acho que os livros tem momentos certos para serem lidos, de repente esse ainda não é o momento para você ler este livro, e se você não sente o momento não deve lê-lo mesmo porque na minha opinião, se você não quer ler o livro, o julgamento sobre ele fica comprometido. Espere para ver se o momento certo chega ! :)

      beijinhos

      Excluir
  6. Oi, Melissa!
    Eu nunca assisti o filme, mas conheço um pouquinho da história de tanto ouvir sobre ela... Deve ser linda e triste.
    Espero, em breve, ler o livro - depois assistir o filme :)

    Eu não gostei da capa, momento ''chata'', haha, se a tivessem feito com a image do pôster como a editora adora fazer, agradaria mais o pessoal :P

    Beigos,
    http://mauraparvatis.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Olá ! Obrigada pelo comentário, ele será respondido aqui mesmo, ok!?
Obrigada pela visita e até mais!

 
FREE BLOGGER TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS